Palworld: porque é que o evento do jogo está no centro da controvérsia?


Controvérsias de Palworld com PokémonO sucesso inegável do jogo da Pocket Pair foi rapidamente manchado por uma série de controvérsias, incluindo as semelhanças com a franquia Pokémon.

O jogo foi um enorme sucesso no fim de semana passado, atingindo o mercado dos videojogos como uma bomba atómica. Palworld vendeu 8 milhões de cópias em menos de uma semana e atingiu o topo da tabela de vendas da Steam, à frente de Cyberpunk 2077, Elder Ring e Hogwarts Legacy. A Pocket Pair segue as pisadas de títulos que causaram furor quando foram lançados, como Minecraft e Fall Guys. Mas o que o separa de Palworld é a rapidez com que a controvérsia se instalou à sua volta.

Pokémon e PETA na linha da frente

Mesmo antes do seu lançamento, os jogadores e os escritores de jogos de todo o mundo já se divertiam a apelidar o jogo da Pocket Pair de "Pokémon com armas". O diretor-geral surpreendeu muitos ao distanciar-se desta comparação. De facto, muitos pensaram que o design das personagens dos monstros de Palworld parodiava abertamente os da franquia de culto, até mesmo a mascote, que os fãs compararam a um duplo maléfico de Pikachu. Por fim, a utilização de "Pal Spheres" para apanhar os monstros fazia lembrar algumas das bolas vermelhas e brancas do jogo da Nintendo.

A Pokemon Company, que detém os direitos da franquia de culto, não aceitou bem estas comparações e publicou um comunicado no seu website informando que iria "investigar e tomar as medidas adequadas para remediar quaisquer actos de violação dos direitos de propriedade intelectual relacionados com Pokémon".

No entanto, esta não é a única controvérsia a afetar o sucesso do jogo de sobrevivência, uma vez que a PETA (a conhecida ONG de defesa dos direitos dos animais) manifestou a sua preocupação com a crueldade a que estes animais fictícios são sujeitos. A vice-presidente de programas, Elisa Allen, afirmou ter "ouvido dizer que muitos fãs de Palworld não estão interessados em comer os seus 'amigos' e querem que seja criado um guia vegan para o jogo. Afinal de contas, estamos no Veganuary". Não é uma resposta sem humor, mas reflete as questões éticas levantadas por muitos utilizadores.

Partilhar:
por: bonsai - 25-01-2024

Já segues o DigiCartaz ?


Acompanha as últimas notícias e conteúdos do mundo do entretenimento nas redes sociais. Podes seguir-nos no Facebook, Reddit, Instagram como também trailers no nosso canal de Youtube.

Comentários dos leitores: 0
Escrever comentário
Ainda não existem comentários.